13 julho, 2013

Dia Mundial do Rock



Oi pessoal, como a maioria já sabe hoje é dia Mundial do Rock e para comemorar fizemos uma matéria sobre alguns livros de grandes artistas do Rock que você como um bom Roqueiro e/ou leitor não pode deixar de ler…

O dia 13 de julho é conhecido no Brasil como Dia Mundial do Rock. A data celebra anualmente o rock e foi escolhida em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o "dia mundial do rock".

Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres, na Inglaterra, e na Filadélfia, nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia. O evento chamou a atenção por contar com a presença de muitos artistas famosos na época. Entre os participantes, estavam The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.2

Os shows foram transmitidos ao vivo pela BBC para diversos países e abriram os olhos do mundo para a miséria no continente africano.

Em 2005, 20 anos depois do primeiro evento, Bob Geldof organizou o Live 8, uma nova edição com estrutura maior e shows em mais países. Dessa vez o objetivo foi pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres e erradicar a miséria do mundo.

No Live 8 o Grupo de Rock Britânico Pink Floyd se reuniu em sua formação clássica pela primeira vez depois de 20 anos de separação.


 
Tesouros do Nirvana - Gaar, Gillian G.

O som pesado do Nirvana e seu look grunge, com camisas de flanela, bermudões e roupas de brechó, marcaram o fim do milênio. A banda de Seattle, formada em 1987 sob a liderança de Kurt Cobain, alcançou fama mundial em 1991 com o álbum Nevermind e sua canção emblemática “Smells Like Teen Spirit”. O álbum seguinte, In Utero, foi a última gravação em estúdio do Nirvana, pois Cobain, considerado o "porta-voz de uma geração", suicidou-se em 1994, dando um fim precoce à banda. No entanto, a influência do Nirvana, com suas canções em estado bruto, tematizando o pessimismo e a ansiedade dos jovens, pode ser sentida até hoje no cenário musical. Tesouros do Nirvana revela os motivos por trás do triunfo e da tragédia da banda, incluindo entrevistas com pessoas próximas, fotos e muitos documentos de arquivos. Além disso, inclui 20 itens de colecionador, como set lists, ingressos para os shows, pôsteres e muito mais.


Iron Maiden - Biografia Ilustrada - Renata Vilela

Com prefácio exclusivo de Marco Antonio da KISS FM, faz um mega apanhado de quase 40 anos de história. Quatro décadas de sucesso absoluto, com quinze álbuns de estúdio, seis álbuns ao vivo, 22 turnês mundiais e mais de 100 milhões de discos vendidos. A Donzela, como é chamada pelos fãs brasileiros, é uma das mais importantes e bem-sucedidas bandas de heavy metal do mundo, tendo influenciado diversas das maiores bandas de rock de todos os tempos. Este livro percorre toda a trajetória do grupo, desde sua criação até os dias de hoje, álbum por álbum. Traz ainda a discografia completa, curiosidades e fotos exclusivas.

 
 
 
Metallica - A biografia - Mick Wall

Após o lançamento da primeira edição de Metallica – A biografia, Mick Wall conversou com Lars Ulrich e conseguiu informações exclusivas sobre, por exemplo, o álbum Lulu, feito em parceria com Lou Reed, e o Orion Music + More, festival de música criado pelo Metallica cuja segunda edição acontecerá em Detroit, nos Estados Unidos, em 8 e 9 de junho de 2013. O resultado dessa conversa é a nova edição do livro, com capa e “Epílogo” novos – uma edição imperdível para fãs da banda. Formado em 1981, misturando os riffs poderosos da NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal) com a atitude punk, o Metallica criou seu próprio gênero, o thrash; foi seguido pelas bandas Slayer, Anthrax e Megadeth, mas nunca quis ficar restrito a esse rótulo. Trinta anos depois, em qualquer sentido que se examine, o Metallica superou todas as expectativas e é considerada a maior banda de metal de todos os tempos; também foi a mais votada pelos brasileiros para estar na edição do Rock in Rio, em setembro de 2001, numa apresentação para 100 mil pessoas. Mas não foi uma história tranquila nem isenta de problemas. A parceria entre Lars Ulrich, extrovertido jovem dinamarquês fã de Deep Purple, e James Hetfield, garoto americano com cara de poucos amigos criado numa família ultrarreligiosa e atormentado pelo alcoolismo, deu origem a algumas das músicas mais incríveis do gênero. O Metallica passou por todos os clichês do rock: sexo, drogas, bebidas e mulheres. Também sofreu com a morte de um de seus principais membros, o baixista Cliff Burton, em um acidente de ônibus em 1986, foi criticado quando tentou se reinventar durante os anos do grunge e quase chegou ao fim depois de atacar os próprios fãs no caso Napster. Depois de tantas mudanças, muita terapia e um novo baixista, o Metallica continua lotando estádios em todo o mundo com seus shows viscerais. Não havia uma biografia oficial da banda até a primeira edição de Metallica – A biografia. O conceituado jornalista britânico Mick Wall, que a acompanha desde o início, mistura entrevistas e memórias para contar a história completa e definitiva do Metallica.


Bowie - A Biografia - Marc Spitz

Uma biografia do astro de rock/pop inglês David Bowie, desde sua infância até a recente (e aparente) aposentadoria. O livro acompanha toda sua trajetória, com sua participação no cinema e pinceladas da carreira de outros artistas que tiveram importância na história de Bowie ou foram por ele influenciados (como Lou Reed e Rolling Stones). Além da música e do contexto de cada uma das fases do artista, o livro traz detalhes da vida pessoal de Bowie, marcada pela bissexualidade, o vício em cocaína e problemas cardíacos.

 
 
 
 


QUEEN - HISTÓRIA ILUSTRADA DA MAIOR BANDA DE ROCK DE TODOS OS TEMPOS - PHIL SUTCLIFFE

Em 1981, há exatos 30 anos, o Estádio do Morumbi, em São Paulo, tremeu como nunca – e não foi por causa do futebol. No auge de sua carreira, a banda inglesa Queen fez apresentações inéditas no país. Em duas noites consecutivas, o quarteto inglês levou ao delírio mais de 200 mil jovens brasileiros com aquele que seria o primeiro megaconcerto de suas vidas – um show de rock "de verdade", como nunca tinha sido realizado por aqui, com efeitos de luz deslumbrantes, som poderoso e a magnética presença de palco de Freddie Mercury e companhia. Não poderia haver uma iniciação melhor em termos de superevento: nenhuma outra banda foi tão eficaz em arrebatar estádios pelo mundo todo quanto o Queen. Essa vocação para a grandiosidade, para o espetáculo dirigido a grandes públicos, fez do Queen um fenômeno de popularidade. Nem a passagem do tempo, nem o fim da banda, com a morte de Mercury, em 1991, foram capazes de lançar a banda ao esquecimento. Ao contrário, seu nome se torna cada vez mais forte à medida que hits como "We will rock you", "We are the champions" ou "Love of my life" se eternizam como clássicos do rock. Os segredos dessa fórmula de sucesso duradouro são esmiuçados em "Queen – História ilustrada da maior banda de rock de todos os tempos", escrito e compilado pelo jornalista britânico Phil Sutcliffe. Além de recuperar entrevistas feitas por ele mesmo com integrantes da banda, Sutcliffe empreendeu uma ampla pesquisa em tudo o que já se publicou a respeito do Queen. A investigação, além de permitir o aporte de informações capazes de surpreender até os mais ardorosos e bem-informados fãs, se estendeu a ponto de resultar na coleta de um rico acervo iconográfico: o livro traz mais de 500 imagens de shows, fotos dos integrantes da banda e itens de memorabilia, tais como cartazes de shows, capas de disco, canhotos de ingresso e programas de concerto. Outro destaque do volume é a discografia completada e comentada: cada álbum do Queen ganha, aqui, análises detalhadas assinadas por jornalistas especializados em rock, como Jim DeRogatis e Greg Kot (autores de "The Beatles vs. The Rolling Stones: opiniões ruidosas sobre a grande rivalidade do rock'n'roll", outro lançamento recente da Globo Livros), ou por amigos próximos da banda. As influências da obra de Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon ecoam, ainda, nos depoimentos de artistas como Slash, guitarrista do Guns'N'Roses, e Tom Morello, do Rage Against the Machine, admiradores confessos do Queen.


Tesouros dos Beatles - Terence Burrows

A partir de Liverpool, os Beatles iniciaram uma revolução. As canções mágicas e eternas de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Star não só transformaram radicalmente a história da música do século XX, como também mudaram o cenário social e cultural da década de 1960. Com afirma a revista Rolling Stone, "O impacto dos Beatles" não só no rock, mas em toda a cultura ocidental é "simplesmente incalculável". Ou, como diz Aaron Copland, importante compositor americano, "Sempre que alguém quiser recriar o clima dos anos 1960, vai tocar a música dos Beatles". Tesouros dos Beatles apresenta a história dos Fab Four e da beatlemania, incluindo registros biográficos, fotos raras e histórias das músicas, dos shows e dos filmes. Além disso, capta o frisson da época, oferecendo ao leitor 15 itens de colecionador, como contratos, flyers, pôsteres, ingressos para shows e set lists.

 
 

 
This is a call - A vida e a música de Dave Grohl - Paul Brannigan

A biografia não autorizada de Dave Grohl escrita por Paul Brannigan é a história incrível de um homem incrível. Com relatos da vida de Dave Grohl que são mais pessoais do que qualquer coisa já escrita, além de surpreendentes, ousados, emocionantes e inspiradores, Paul Brannigan revela Dave por completo pela primeira vez. Do Nirvana ao Foo Fighters, do sentimento de irmandade à rivalidade amarga, da ascensão à queda, esta é a história do homem que mudou a música para sempre.








Black Sabbath: Destruição Desencadeada - Martin Popoff
 
Edição Luxuosa capa dura. Com vários álbuns entre os melhores de todos os tempos, influência determinante para os rumos da música e da juventude que chega até os dias de hoje e não pode ser subestimada, além de integrantes autênticos - liderados pelo infame Ozzy Osbourne - que continuam a fazer turnês, o Black Sabbath segue lotando estádios e anfiteatros ao redor do mundo. Black Sabbath, a Biografia narra detalhadamente essa jornada ao louco mundo da banda precursora do metal e seus 45 anos de drogas, depressão, álcool, satanismo e paranoia. Através de entrevistas raras e inéditas, documentos e imagens que abrangem toda a carreira da banda, os leitores adquirem um passe livre para a maníaca história do Black Sabbath, da formação à reabilitação contra as drogas. O livro contém imagens inéditas e conversas que jogam luz sobre os sombrios ancestrais do metal. Todos os álbuns são catalogados, todas as músicas esmiuçadas e cada turnê é desconstruída - tornando esse mergulho pela memória do metal uma referência definitiva sobre a banda.

Espero que tenham gostado ;)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário