30 setembro, 2013

"CIDADE DE CINZAS" - é adiado por tempo indeterminado



Constantin Films decidiu atrasar o lançamento do segundo filme “Os Instrumentos Mortais – Cidades de Cinzas” por tempo indeterminado, devido a fraca bilheteria do primeiro filme “Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos”.

A Sony estava confiante de que “Cidade dos Ossos” seria um sucesso e em Maio decidiu aprovar o segundo filme “Cidade das Cinzas” para pré-produção, antes mesmo do primeiro filme chegar às telinhas. 

O lançamento de “Cidade dos Ossos” em 21 de Agosto ganhou U$37 milhões em um total mundial. Mas com um custo de produção acima dos U$60 Milhões, mais os custos para promover o filme, a Sony e a Constantin Films terminaram com uma grande perda.

A decisão de adiamento foi tomada devido a dois fatores: a perda de dinheiro, e as chances de o segundo filme ser um sucesso, serem poucas.

O produtor de Cidade dos Ossos, Martin Moszkowicz confirmou a continuação da série de filmes em seu Twitter. Os roteirista de Cidade dos Ossos já estão trabalhando no roteiro de Cidade das Cinzas.

Recentemente o ator Robert Sheehan (Simon Lewis) confirmou que o elenco já fechou contrato para os três primeiros filmes, Cidade dos Ossos, Cidade das Cinzas e Cidade de Vidro.

Quem já viu o post que fiz referente ao filme “Cidade dos Ossos”, ou alguns dos comentários que deixei em outros blogs, sabem que eu realmente esperei muito mais do filme.  

Os livros são ótimos e provavelmente, acho que o segundo filme ficará melhor, vão saber as melhorias necessárias a fazer com base nas críticas e não é possível que eles consigam piorar ou deixar igual ao primeiro.

Fonte

27 setembro, 2013

Capa de "Pausa" divulgada (Slammed 2) - Colleen Hoover

Para quem gostou de Métrica, assim como eu, já devem estar sabendo que vem por ai um novo livro da série, isso mesmo, uma continuação intitulado "Pausa".

Este livro tem previsão para estreia aqui no Brasil ainda neste ano de 2013.
Foi divulgada uma capa que pode ser a versão original, porem a editora responsável, Galera Record, disse que a capa ainda poderá sofrer algumas alterações.

Enquanto não temos o livros em mãos, ficamos com a capa divulgada e a sinopse da história ;)


Sinopse

Destinados um ao outro, Layken e Will superaram os obstáculos que ameaçavam seu amor. Mas estão prestes a aprender, no entanto, que aquilo que os uniu pode se transformar, justamente, na razão de sua separação. O amor pode não ser o bastante. Depois de testado por tragédias, proibições e desencontros, o relacionamento de Layken e Will enfrenta novos desafios. Talvez a poesida desse casal acabe num verão solitário… Sem direito a rimas ou ritmo. 
A ex-namorada de Will retorna arrependida de ter deixado o rapaz. E está disposta a tudo para reconquistá-lo. Insegura, Layken começa a ler novas reações no comportamento do rapaz. E na insistência para adiar a "primeira vez" de ambos. Presos em uma ironia cruel do destino, eles precisam descobrir se o que sentem é verdadeiro ou fruto da extraordinária situação que os uniu. Será que é amor? Ou apenas compaixão? Layken passa a questionar a base de seu relacionamento com Will. E ele precisa provar seu amor para uma garota que parece não conseguir parar de "esculpir abóboras". 
Mas quando tudo parece resolvido, o casal se depara com um desafio ainda maior – e que talvez mude não só suas vidas, mas também as vidas de todos que dependem deles.

26 setembro, 2013

10 LIVROS DE AUTOAJUDA COM TÍTULOS BIZARROS

Estava navegando pela internet e pesquisando algumas coisas (como sempre) e eis que me deparo com algo realmente hilário: 10 livros de Autoajuda com títulos estranhos ou melhor bizarros, como a própria matérias diz.
E realmente são muito bizarros! 

Achei que seria legal compartilhar com vocês,  para descontrair um pouco, e quem sabe, alguém esteja pensando em fazer livros de autoajuda ou qualquer outro gênero, e pode ajudar a colocar ou não colocar nomes bizarros.
 
Eu não li nenhum desses livros, então não posso dizer nada quanto ao conteúdo, mas sobre os nomes... realmente são hilários.
 
1 - Como ser feliz embora casado, de 'Um formado pela Universidade do matrimônio'
 
 
2 - Como assaltar bancos sem violência, de Roderic Knowles
3 - Como cagar no mato, de Kathleen Meyer
4 - Como se tornar esquizofrênico, de John Modrow
5 - Como falar com mortos: um guia prático, de 'Sciens'
6 - Como iniciar seu próprio país, de Erwin S. Strauss
7 - Como evitar navios grandes, de Capitão John W. Trimmer
8 - Como fazer xixi em pé, de Anna Skinner
9 - A arte zen do peido, de Reepah Gud Wan
 
10 - Quem Mexeu no Meu Queijo?, de Spencer Johnson
 
 
Já leram algum desses livros? E o que acharam dos títulos, são Bizarros mesmo?

25 setembro, 2013

Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Título: Garotas de Vidro
Autora: Laurie Halse Anderson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272

Lia é uma garota de 18 anos e que sofre de problemas com o corpo, distúrbios alimentares.
Ela tinha uma melhor amiga Cassie, que assim como ela queria sempre estar mais magra.

Lia e Cassie não se falavam a 6 meses, e para ajudar Lia se mudou da casa da mãe onde morava antes que era em frente à casa de Cassie e agora está morando com o pai.
Um dia Lia recebe a notícia: Cassie foi encontrada morta em um quarto de Motel.
Após alguns dias tentando se recuperar do choque Lia percebe que no momento em que estava para morrer Cassie tentou falar com ela, mas Lia com raiva devido as duas estarem “brigadas” não atendeu. Ela confere as mensagens deixadas na caixa postal o que a faz muito mal. E desde então não consegue mais se livrar de Cassie, se sente culpada, acha que poderia ter ajudado, quer saber porque Cassie havia ligado para ela, porque e como morreu ali.

Lia está sendo assombrada.
Lia está sempre em busca de ficar mais magra, quando a história começa ela está com 1,67 de altura e pesa 44Kg e é claro para ela não está bom, nunca está. A cada medida que ela perde, ela se dá a meta de perder mais 2Kg e assim sucessivamente.
A família tenta acompanhar o desenvolvimento dela de algumas formas: junto com uma psicóloga, realizando jantares juntos, cafés da manhã. Mas Lia sempre consegue de alguma forma engana-los.


Sabemos que existem diversas pessoas com problemas de distúrbios alimentares, o livros explica isso da forma como essas pessoas prejudicadas se sentem, como lidam com isso, e o drama de seus familiares para tentarem ajuda-los.
É agoniante e acho que a autora conseguiu passar isso muito bem para o leitor, essa agonia.
Mesmo nunca tendo indícios para distúrbios alimentares, cheguei até algumas vezes a começar a calcular o que estava comendo ou preste a fazê-lo.


Eu gostei da forma como ela vai lidando com as situações.
O conteúdo do livro é bom e difícil.

No começo, antes de iniciar a leitura, fiquei me perguntando como alguém poderiam ter definido o livro dessa forma “bom e difícil”, porém quando conclui a leitura, entendi que esta frase é perfeita para explicar o conteúdo desse livro.
“Por mais difícil que a leitura deste romance possa ser, é ainda mais difícil de largar” – Publishers Weekly

Há momentos em que o livro fica muito monótono e parece que teremos um longo e cansativo dia de leitura com ele. Sim, o livro foi cansativo e muito, mas eu precisava saber como a Lia iria lidar com a situação se ela iria conseguir superar ou não.
 
Já leram Garotas de Vidro, o que acharam? Adoraria saber a opinião de vocês!

24 setembro, 2013

LER, EMAGRECE ???


Acho que muitas pessoas já ouviram rumores sobre isso. Algumas acreditam que sim, outras que não, outras no entanto ficam em cima do muro.
Pois bem, estava pesquisando algumas coisas por ai, e acabei vendo esta matéria que achei um tanto quanto interessante.

Afinal, para quem precisa perder um quilinhos e não gosta de fazer exercício... é fantástico!

Um estudo encomendado pela rede de livrarias britânicas "Borders" reforçou o ditado:
 “mente sã, corpo são”

Ler gasta algumas calorias, sim,  porém  para um resultado mais eficaz temos a leitura apropriada.
O estudo comprovou que ao ler livros de ação, sexo e suspense, a taxa média de calorias que são gastas, dobram. Isso se dá ao fato de que livros ligados a esses temas provocam a produção de adrenalina, um hormônio que prepara o corpo para situações de estresse, reduzindo o apetite e queimando calorias. 

A pesquisa cita os livros que geram mais adrenalina, ou seja, que mais emagrecem:

1º “Polo”, de Jilly Cooper, que provoca a queima de 1,1 mil calorias (equivalente a um Big Mac)
2º “Código da Vinci”, de Dan Brown, queimando 855 calorias (uma barra de chocolate). 
3º “O Exorcista” de William Blatty  e “O Iluminado” de Stephen King.

Agora já sabem, para queimar os indesejados quilinhos a mais podemos ler livros fortes, de ação, sexo ou suspense. Então o que estamos esperando ?!
Estão lendo livros diets ou não?


Fonte

20 setembro, 2013

Lançamento Chegando - Desastre Iminente - Jamie Mcguire

Olá, pessoal!

Está chegando o dia tão esperado para os fãs de Travis - Cachorro louco - Maddox, nosso querido e amado Travis!
O dia do lançamento Nacional de Desastre Iminente.

Desastre Iminente é o novo livro da autora Jamie Mcguire, publicado pela editora Verus.
Este livro irá nos revelar a história de "Belo Desastre" e mais alguns segredinho de Travis contado na versão dele, do Travis.

Nos Estados Unidos o livro foi lançado em Abril/2013 e a previsão de lançamento aqui no Brasil é em 25/09.

A capa do livro ficou magnifica, adorei! E estou muito ansiosa para lê-lo.


Para amenizar a espera a Editora Verus nos ajudou divulgando o “Prologo”, que eu resolvi colocar aqui para vocês

Espero que gostem e se divirtam...


Prólogo

 Mesmo com o suor na testa e a respiração entrecortada, ela não parecia doente. Sua pele não tinha o brilho cor de pêssego com o qual eu estava acostumado, e seus olhos não tinham mais tanta luz, mas ela ainda era bonita. A mulher mais bonita que eu jamais veria. Sua mão caiu pesadamente da cama, e seu dedo se contorceu. Meu olhar trilhou suas frágeis unhas amareladas, subindo por seu fino braço, e seguiu até o ombro ossudo, por fim se assentando em seus olhos. Ela estava olhando para mim, as pálpebras como duas fendas, abertas apenas o suficiente para me mostrar que ela sabia que eu estava ali. Era isso que eu amava nela. Quando olhava para mim, ela realmente me via. Não olhava além de mim, pensando nas dezenas de afazeres que preencheriam seu dia, nem ficava indiferente às minhas histórias idiotas. Ela me ouvia, e isso a fazia feliz de verdade. Todas as outras pessoas parecia mas sentir sem ouvir, mas não ela. Ela, nunca.

— Travis — disse ela, com a voz rouca. Pigarreou, e os cantos de sua boca se viraram para cima.

 — Venha aqui, meu amor. Está tudo bem, vem cá.

Meu pai colocou alguns dedos na base do meu pescoço e me empurrou para frente, enquanto ouvia o que a enfermeira dizia. Ele a chamava de Becky. Ela tinha ido até nossa casa pela primeira vez alguns dias antes. Suas palavras eram suaves, e seus olhos eram até gentis, mas eu não gostava dela. Não conseguia explicar, mas o fato de Becky estar lá era assustador. Eu sabia que ela devia estar lá para ajudar, mas isso não era bom mesmo meu pai não tendo problema nenhum com ela.

Cutucada do meu pai me impulsionou vários passos para frente, perto o bastante para que minha mãe pudesse me tocar. Ela esticou os longos e elegantes dedos e roçou meu braço.

— Está tudo bem, Travis — sussurrou.

— A mamãe tem uma coisa para lhe dizer. Enfiei o dedo na boca e o empurrei em volta da gengiva, inquieto. Assentir fazia com que seu pequeno sorriso se alargasse, então me certifiquei de fazer grandes movimentos com a cabeça enquanto caminhava em sua direção. Ela usou o que restava de suas forças para se aproximar de mim, então inspirou.

— O que vou lhe pedir é muito difícil, filho. Mas sei que você com segue fazer isso, porque agora você é um garoto crescido. Concordei mais uma vez, espelhando o sorriso dela, mesmo sem a menor vontade. Sorrir quando ela aparentava estar tão cansada e desconfortável não parecia certo, mas ser valente a deixava feliz. Então, fui valente.

— Travis, eu preciso que você ouça o que vou dizer e, mais importante, preciso que você se lembre disso. Vai ser muito difícil. Venho tentando me lembrar de coisas de quando eu tinha três anos e... — A voz delafalhou, a dor intensa demais por um momento.— A dor está ficando intolerável, Diane?

— Becky perguntou, enfiando uma agulha no tubo intravenoso da minha mãe.

Depois de alguns instantes, ela relaxou. Inspirou fundo novamente e tentou falar mais uma vez

.— Você pode fazer isso pela mamãe? Pode tentar se lembrar do que vou dizer? Fiz que sim novamente com um movimento de cabeça, e ela ergueu uma das mãos para minha bochecha. Sua pele não estava muito quente, e ela só conseguiu manter a mão ali por uns poucos segundos, antes de começar a tremer e cair de volta no colchão.

— Em primeiro lugar, não tem problema ficar triste. Não tem problema ter sentimentos. Lembre-se disso. Em segundo lugar, seja criança por bastante tempo. Brinque muito, Travis. Faça coisas bobas — seus olhos se esquivaram —, e você e seus irmãos cuidem uns dos outros, seu pai também. Mesmo quando você crescer e sair de casa, é importante voltar. Tudo bem? Mexi a cabeça para cima e para baixo, desesperado para agradá-la.

— Um dia você vai se apaixonar, meu filho. Não se acomode com qualquer uma. Escolha a garota que não vem fácil, aquela pela qual você vai ter que lutar, e então nunca deixe de lutar por ela. Nunca... — ela respirou fundo — deixe de lutar por aquilo que deseja. E nunca... — ela retraiu as sobrancelhas — nunca se esqueça que a mamãe ama você. Mesmo que você não possa me ver. — Uma lágrima rolou por seu rosto. — Eu sempre, sempre vou te amar. Ela inspirou de maneira entrecortada e então começou a tossir

.— Ok — disse Becky, enfiando uma coisa engraçada nas orelhas. Ela colocou a outra ponta do aparelho no peito da minha mãe. — Hora de descansar.

— Não tenho tempo — minha mãe sussurrou.

Becky olhou para o meu pai.

— Estamos chegando perto, sr. Maddox. É melhor trazer o restante dos meninos para se despedirem.

Os lábios do meu pai formaram uma linha dura e ele balançou a cabeça em negativa.

— Não estou pronto — disse com a garganta quase travada.

— Você nunca vai estar pronto para perder sua esposa, Jim. Mas você não vai querer que ela vá embora sem que os meninos se despeçam.

Meu pai pensou por um minuto, limpou o nariz na manga da camisa e assentiu. Então saiu pisando duro, como se estivesse bravo. Fiquei observando minha mãe enquanto ela tentava respirar, vendo Becky verificar os números na caixinha ao lado dela. Toquei o pulso da minha mãe. Os olhos da enfermeira pareciam saber de algo que eu não sabia, e isso me fez sentir enjoo.

— Sabe, Travis — disse Becky, inclinando-se para me olhar nos olhos—, o remédio que estou dando à sua mãe vai fazer com que ela durma, mas, mesmo dormindo, ela ainda vai poder ouvir você. Você pode falar que a ama e que vai sentir falta dela, e ela vai ouvir tudo o que você disser.

Olhei para minha mãe e rapidamente balancei a cabeça.

— Não quero sentir falta dela.

Becky pôs a mão quente e macia no meu ombro, como a minha mãe costumava fazer quando eu estava chateado.

— Sua mãe quer ficar aqui com você. Ela gostaria muito disso. Mas Jesus quer que ela fique com ele agora. Franzi a testa.

— Eu preciso dela mais do que Jesus. Ela sorriu, depois beijou o topo dos meus cabelos. Meu pai bateu na porta e a abriu. Meus irmãos se amontoavam em volta dele no corredor, e Becky me conduziu pela mão para que eu me juntasse a eles. Trenton não tirou os olhos da cama da nossa mãe, e Taylor e Tyler olhavam para toda parte, menos para a cama. De certa forma, me senti melhor ao perceber que todos eles pareciam tão assustados quanto eu. Thomas ficou parado ao meu lado, um pouquinho na frente, como daquela vez em que me protegeu quando estávamos brincando no jardim da frente de casa e os garotos da vizinhança tentaram arrumar briga com o Tyler.

— Ela não parece bem — disse Thomas. Meu pai pigarreou.

— A mãe de vocês está muito doente faz um bom tempo, meninos, e está na hora de ela... está na hora de... — A voz dele falhou e ele não terminou a frase. Becky ofereceu um sorrisinho solidário.

— Já faz um tempinho que a mãe de vocês não come nem bebe nada. O corpo dela está desistindo. Isso vai ser muito difícil, mas é um bom momento para dizer a ela que vocês a amam, que vão sentir falta dela e que ela pode ir embora. Ela precisa saber que vai ficar tudo bem. Meus irmãos assentiram em uníssono. Todos eles... menos eu. Não ia ficar tudo bem. Eu não queria que ela fosse embora. Eu não me importava se Jesus a queria ou não. Ela era a minha mãe. Ele podia levar uma mãe velha embora. Uma que não tivesse garotinhos para cuidar. Tentei me lembrar de tudo que ela me dissera. Tentei grudar aquilo dentro daminha cabeça: Brincar. Visitar o papai. Lutar pelo que eu amo. Essa última parte me incomodou. Eu amava a minha mãe, mas não sabia como lutar por ela. Becky se inclinou e falou algo no ouvido do meu pai. Ele balançou a cabeça, em seguida fez um sinal para os meus irmãos.

— Muito bem, meninos. Vamos dizer adeus à sua mãe, depois você precisa colocar os seus irmãos para dormir, Thomas. Eles não precisam ficar aqui para o restante.

— Sim, senhor — disse Thomas. Eu sabia que ele estava fingindo uma expressão corajosa. Os olhos dele estavam tão tristes quanto os meus. Thomas conversou com a nossa mãe por um tempinho, depois Taylor e Tyler sussurraram coisas nos ouvidos dela, cada um de um lado. Trent chorou e a abraçou por um bom tempo. Todo mundo disse a ela que estava tudo bem, que ela podia nos deixar. Todo mundo menos eu. Dessa vez, ela não respondeu nada. Thomas me puxou pela mão, me conduzindo para fora do quarto. Fui andando de costas até chegarmos ao corredor. Tentei fingir que ela estava só indo dormir, mas minha cabeça estava zonza. Ele me pegou no colo e me carregou escada acima. Os pés dele se apressaram quando os soluços do nosso pai atravessaram as paredes.

— O que ela disse para você?

 — Thomas quis saber, abrindo a torneira da banheira. Eu não respondi. Ouvi a pergunta dele e me lembrei, como ela me dissera para fazer, mas minhas lágrimas não saíam e minha boca não abria. Thomas puxou por cima da cabeça minha camiseta suja de terra, tirou meu short e minha cueca do

Thomas e seus amigos e os jogou no chão.

— Hora de entrar na banheira, carinha. Ele me ergueu do chão e me colocou sentado na água morna, ensopando o pano e espremendo-o sobre a minha cabeça. Eu nem pisquei. Nem tentei tirar a água do rosto, embora eu odiasse aquilo.

— Ontem a mamãe me disse para cuidar de você e dos gêmeos, e do papai também.

— Thomas entrelaçou as mãos na beirada da banheira e descansou o queixo nelas, olhando para mim.

— Então é isso que eu vou fazer, tá bom, Trav? Vou tomar conta de vocês. Por isso, não se preocupe. Nós vamos sentir falta da mamãe juntos, mas não fique assustado. Vou garantir que tudo fique bem. Prometo.

Eu queria assentir ou abraçá-lo, mas nada funcionava. Embora eu de- vesse estar lutando por ela, eu estava lá em cima, em uma banheira cheia de água, imóvel como uma estátua. Eu já tinha começado a decepcioná-la. No fundo da minha mente, prometi a ela que faria todas as coisas que ela me pedira, assim que meu corpo voltasse a funcionar. Quando a tristeza fosse embora, eu sempre brincaria, e sempre lutaria. Arduamente.

19 setembro, 2013

Percy Jackson e o Cantor de Apollo - Rick Riordan


Rick Riordan resolveu dar o ar de sua graça em um novo conto narrado em primeira pessoa por Percy Jackson

Com o título original “Percy Jackson and the Singer of Apollo" o conto mostra que Percy estava comemorando o aniversário de Grover e então Apollo aparece e resolve pedir um favor para ele.

O favor se torna em um problema, pois Apollo manda Percy encontrar seu quarto celedon (seres humanos forjados em ouro maciço por Hefesto) que desapareceu para tentar uma carreira de fama, como cantora na cidade.

Uma história de aventuras, sarcasmos e diversão. É isso que você pode esperar deste conto.

Ainda não o li, mas pretendo faze-lo, porém vou esperar a versão traduzida rs

O conto está disponibilizado em inglês, no site oficial

Fonte

18 setembro, 2013

Curiosidades - Ler em movimento pode fazer mal?


Há muitos rumores, sobre ler ou não em movimento, que podemos ser prejudicados se lermos no carro, ônibus, metrô, enfim em qualquer veículo em movimento.
Pesquisei sobre o assunto e chegou a hora de tirarmos nossas dúvidas

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a leitura em movimento não traz nenhum prejuízo à visão e não é a causa de problemas como miopia, hipermetropia e astigmatismo.
Ler em veículos em movimento pode provocar desconforto e cansaço para quem está lendo, porque faz com que a pessoa precise focar os olhos a todo instante. Há casos de pessoas que chegam até mesmo a ficarem enjoadas.

Isso acontece porque há uma conexão entre o labirinto (a estrutura responsável pelo equilíbrio localizada dentro do ouvido) e a visão. O esforço que os olhos realizam para focar as palavras dá ao labirinto a sensação de que tudo em volta treme. Daí, ele tenta restabelecer o equilíbrio, provocando a tontura. Para se ver livre do desconforto, só parando de ler mesmo.

Também é um erro pensar que pode causar o deslocamento da retina. A retina é a região dos olhos que recebe a luz e a transforma em sinais que serão enviados ao cérebro. Apenas uma pancada muito forte pode fazer com que ela descole do fundo do olho.
Mais um erro relacionado aos olhos, é o que muitas pessoas falam, de que ler com pouca luz enfraquece a visão. A pouca luminosidade dificulta a leitura e cansa o leitor, mas não prejudica a vista. 

Fonte:   Revista Vida Simples 

17 setembro, 2013

Leituras do mês de Agosto

Oi gente!
Consegui UFA!
Hoje temos mais um vídeo no ar, para alegria de todos aeeeee \o/

Informei que este vídeo não sairia com atraso, apesar de não ser no ultimo dia do mês, não vai ser na data que eu pretendia... mas o que importa é que ele saiu.

Este vídeo ficou mais extenso do que deveria (eu acho), vamos ver... é que foram muitos livros e combinando com a minha falta de prática...


 
Livros mencionados:
 
1. A Escolha - Nicholas Sparks - Novo Conceito
2. A garota que eu quero - Trilogia Irmãos Wolfe Livro 3 - Markus Zusak - Intrínseca
3. Belo Desastre - Jamie Mcguire - Verus
4. Diários do Vampiro: Caçadores -- Espectro - Livro 01 - L.J. Smith - Galera
5. Easy - Tammara Webber - Verus
6. Métrica - Livro 1 - Colleen Hoover - Galera
7. Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 1 - Cassandra Clare - Galera

Todos com resenha no blog, clique aqui e confira
 
Não esqueçam de me dizer o que acharam do vídeo, hein, assim posso ir melhorando cada vez mais ;)

16 setembro, 2013

Easy - Tammara Webber


Título: Easy
Autora: Tammara Webber
Editora: Verus
Páginas: 320
Depois de 3 anos de namoro Jackie volta a ser Jacqueline, seu Namorado Kennedy, acha que eles devem terminar, ele precisa curtir a vida antes de ter uma carreira bem sucedida.
O problemas é que Jacqueline durante este tempo de namoro (3 anos), teve sempre os mesmos amigos de Kennedy, escolheu a faculdade com base nas decisões dele e agora que o namoro acabou se vê tentando deixar as coisas voltarem ao normal.
Erin é sua colega de quarto, e também sua melhor amiga. Ela é quem apoia Jacqueline nessa fase de sua vida, após o termino do namoro.
Como se já não bastasse estar muito mal, um dos colegas em comum no círculo de amigos que Jacqueline e Kennedy tinham, tenta abusar dela, quando ela está saindo de uma festa sozinha.
Depois deste dia sua vida muda, em todos os aspectos.
Começando por um estranho “maravilhoso”, o Lucas, que salva Jacqueline deste ataque.

Lucas é misterioso, lindo, e está sempre pronto pra salvar Jacqueline. Ele não aparece do nada, sempre esteve ali, apenas não era notado. E por traz de um rosto bonito, vamos ter uma revelação, uma história surpreendente de cortar qualquer coração.

“Eu o observei enquanto ele desenhava, seus olhos vindo e voltando entre o meu rosto e o bloco. Em algum momento, seu olhar começou a se mover e focar em outras partes do meu corpo. Como se seus dedos deslizassem pelos meus ombros e costas, minha respiração ficou presa na garganta e eu fechei os olhos.”

Foi muito “visível” lendo Easy, lembrar e comparar com Belo Desastre, tanto para coisas parecidas ou completamente o oposto.
Os personagens são maduros, envolventes e cada um tem a porcentagem certa nas cenas, nada daquilo de aparecer demais ou aparecer de menos.
Outro ponto extremamente importante é que os segredos são revelados de uma maneira incrivelmente emocionante sem enrolação, tem aquele mistério é obvio, do tipo será que agora vai acontecer tal coisa, mas quando começam com as revelações elas não param na metade e você não consegue parar de ler nunca mais (rs), as cenas são tão fortes que algumas vezes eu tinha a nítida impressão de que estava presenciando, que aquilo estava acontecendo bem na minha frente e eu tinha que fazer algo a respeito.

Uma história sexy, cativante, emocionante e sim, muito surpreendente.

“Amor não é a ausência de lógica
mas a lógica examinada e recalculada
aquecida e encurvada para se encaixar
dentro dos contornos do coração.”

Alguns momentos cheguei a ficar sem reação conforme o que lia, ter a sensação que o coração iria saltar pela boca ou até mesmo que eu iria cair em prantos no meio do metrô.
Só posso dizer que este livro me conquistou, me emocionei facilmente de diversas formas, os assuntos abordados foram muito bem definidos, são bem sensíveis e a autora conseguiu fazer isso de uma forma muito envolvente.
É impossível parar de ler!
Assim que terminei a última página, assim que fechei o livro, logo pensei “meusdeusdocéu, estou impressionada!”
Recomendadissimo!

13 setembro, 2013

Sexta – Feira 13 - EXPLICAÇÕES & INDICAÇÕES


 
 
A Sexta-feira no dia 13 de qualquer mês é considerada popularmente como um dia de azar. Muitas pessoas, ainda são supersticiosas.
O medo da sexta-feira 13 se chama paraskevidekatriafobia, que se origina do grego Paraskeví (sexta-feira) e dekatreís (13).
A sexta-feira é considerada maldita desde o século 14 com a obra Os Contos de Canterbury. E se juntando com o número 13 que também não agrada muita gente, já sabem o que temos, um dia cheio de pessoas supersticiosas, definindo ondem podem ir, pisar, fazer ou deixar de fazer muitas coisas.
Uma vez vi uma reportagem bem bizarra, acreditem ou não, nos Estados Unidos muitos hospitais e hotéis não possuem o 13º andar e algumas companhias aéreas não têm a 13ª fileira.
Fora isso tem diversos outros exemplos, abaixo citei alguns:
- Na França, quando existem 13 pessoas a uma mesa, elas podem contratar um 14ª convidado profissional.
- Para os cristãos o número 13 é amaldiçoado por este ser o número de pessoas na última ceia de Cristo e o 13º apóstolo (Judas) ter sido o traidor. O escritor Mark Twain foi também o 13º convidado de um banquete e quando abordado se isso lhe trouxe mau-agouro, simplesmente respondeu: "sim, porque só haviam 12 pratos de comida".
- Para os romanos o número 13 significava morte, destruição e azar. Para a mitologia nórdica, em um banquete com 12 convidados, o deus Loki surgiu sem ser convidado e acabou causando a morte de Balder, e o número ganhou sua má-fama.
- Na numerologia, o número 12 representa algo completo (12 meses no ano, 12 apóstolos de Cristo, 12 deuses do Olimpo, 12 tribos de Israel, 12 horas no relógio), enquanto o 13 é uma transgressão a essa plenitude.
Na minha opinião, não é o dia em si, sendo sexta – ferira 12 ou terça – feira 13, ou claro, SEXTA – FEIRA 13 que irá definir ou não o rumo positivo ou negativo de nossas decisões/ nossa vida. Acontece que um dia você pode estar com sorte e no outro com azar, porém se você acredita fielmente que a sexta – feira 13 não te traz sorte, bom, ai é melhor não tomar decisões mesmo, de tanto pensar em algo que pode ocorrer errado é bem provável que você consigo (ou melhor dizendo não consiga) este feito.
Ouvi uma vez esta frase em uma palestra (não me lembro o nome do palestrante) e tenho certeza que não vou mais esquece-la e acho que se enquadra certinho com o dia de hoje.

“Poder ser SORTE, ou pode ser AZAR!”
 

 Deixando a parte de superstições um pouco de lado, o que acham de algumas indicações para arrepiarem essa SEXTA – FEIRA 13?!
Não tinha como começar sem ele ser o primeiro da lista. Com certeza sempre que alguém pergunta “um escritor de terro?” a resposta já vem automática na mente, “Stephen King!”
Stephen King reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Muitas de suas obras foram adaptadas para o cinema. As obras mais conhecidas, “Carrie, a Estranha”,” O Iluminado” e a série “A Torre Negra”.

André Vianco suas obras sobrenaturais misturam terror, suspense, fantasia e romance em histórias que geralmente envolvem o tema Vampiros. Sua obra mais conhecida e por coincidência a que foi lançada primeiro, foi “Os Sete”.

Edgar Allan Poe foi um autor, poeta, editor e crítico literário americano. Conhecido por suas histórias que envolvem o mistério e o macabro. Foi o primeiro escritor americano conhecido a tentar ganhar a vida através da escrita por si só, resultando em uma vida e carreira financeiramente difícil. As obras mais conhecidas, “O Gato Preto”, “O Corvo”, 'O Barril de Amontillado”, “Manuscrito encontrado em uma garrafa”, “Berenice".

12 setembro, 2013

Adaptação para as telinhas “Animais Fantásticos e Onde Habitam”

Hoje trago para vocês uma novidade!

A autora JK Rowling estreia como roteirista e nessa estreia irá fazer uma adaptação de os “Animais Fantásticos e Onde Habitam” da série do bruxinho que amamos Harry Potter.

Pra ser sincera eu estou adorando a ideia, porém não estou esperando muito.
Foram ANOS amando Harry Potter e agora uma adaptação da série que não tenham o elenco que já estamos acostumados, será um pouco estranho.
Se seguirem a linha de fantasia e animações que tínhamos na série Harry Potter será fantástico! Até porque a história vai se passar como se fosse vários anos antes de Harry Potter.

Abaixo a matéria "traduzida" do site da autora.


Warner Bros anunciou em 12 de setembro 2013 que JK Rowling estaria fazendo sua estreia como roteirista com “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, o primeiro de uma nova série de filmes que faz parte de sua parceria criativa expandida com JK Rowling.
O novo filme contará a história do bruxo Newt Scamander (pseudônimo que J.K. usou para assinar o livro), e terá início em Nova York, 70 anos antes dos acontecimentos de “Harry Poter e a Pedra Filosofal”.
Os fãs da história do universo de Hogwart devem se recordar que Scamander apareceu várias vezes nos livros, pois foi ele um dos ex-diretores da escola e um importante estudioso de criaturas mágicas.



JK Rowling fala sobre sua estreia como roteirista:

 "Tudo começou quando a Warner Bros me veio com a sugestão de transformar “Animais Fantásticos e Onde Habitam” em um filme. Eu pensei que era uma ideia divertida, mas a ideia de ver Newt Scamander, o suposto autor de Animais Fantásticos, realizado por um outro escritor foi difícil. Tendo vivido por tanto tempo em meu universo ficcional, me sinto muito protetora dela e eu já sabia muita coisa sobre Newt. Como núcleo duro fãs de Harry Potter vão saber, eu gostava tanto dele que eu mesmo casado seu neto, Rolf, com um dos meus personagens favoritos da série Harry Potter, Luna Lovegood.
Como apreciação da proposta Warner, uma ideia tomou forma que eu não poderia desalojar. É assim que eu acabei lançando minha própria ideia de um filme para a Warner Bros

Embora ele será definido na comunidade mundial de bruxos e bruxas que eu estava tão feliz por 17 anos,  “Animais Fantásticos e Onde Habitam”  é nem uma sequela da série Harry Potter, mas uma extensão do mundo bruxo. As leis e os costumes da sociedade mágica oculta será familiar a qualquer um que tenha lido os livros de Harry Potter ou visto os filmes, mas a história de Newt começará em New York, 70 anos antes de Harry começa em curso.
Eu, particularmente, quero agradecer a Kevin Tsujihara da Warner Bros para o seu apoio neste projeto, o que não teria acontecido sem ele. Eu sempre disse que eu só iria revisitar o mundo dos bruxos, se eu tivesse uma idéia que eu estava realmente animado sobre e é isso. "

Fonte
 

11 setembro, 2013

Escrivaninhas - Ideias

Oi pessoal!

Lembram que algum tempo atrás eu fiz uma matéria com alguns modelos de estantes diferentes?! Pois bem, esta matéria é sobre alguns modelos de escrivaninhas.

Elas não são diferentes iguais eram algumas estantes, mas são lindas.
Acho muito bom moveis nesses estilos que nos ajudam a ter diversas ideias para organização de nossas coisas.

Para otimização de espaço também é uma boa... principalmente as que vem a partir da cama e/ou implementam estantes e escrivaninhas rs












Gostaram?
Costumam usar deste modo ou alguma ideia diferente?

09 setembro, 2013

TAG - Livros Opostos

Olá Pessoal!!!

Hoje temos um vídeo novo no ar!
Esse novo vídeo, não é apenas uma nova "caixinha do correio" ou "novas leituras do mês". Sim, sim, sim, isso mesmo! Vídeo novo e diferente dos anteriores rs

Esse vídeo é uma TAG que vi no canal Minha Estante, quem criou foi o Bruno. Achei muito bom e achei legal fazer aqui pra vocês.

Assistam e me digam se gostaram.
Deem opiniões, sobre este e outros vídeos que posso fazer aqui pra vocês, assim podemos sempre atualizar e progredir certo?!

 
Caso queiram fazer se sintam a vontade, vou deixar as perguntas abaixo.
Só não esqueçam de darem os crédito a quem criou (Bruno) a TAG e postar aqui nas respostas para que eu possa ver seus vídeos e comentar também!
 
Perguntas:
1. primeiro livro da sua coleção / último comprado
2. um que você pagou barato / um que pagou caro
3. com protagonista homem / com protagonista mulher
4. leu bem rápido / demorou pra ler
5. com capa bonita / com capa feia
6. um livro brasileiro / um livro internacional
7. um livro mais fino / um mais grosso
8. um livro de ficção / um de não ficção
9. um livro meloso / um livro de ação
10. um livro que te deixou feliz / um que te deixou triste

04 setembro, 2013

Filme - Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais


 
Depois de uma muita expectativa para assistir ao filme, posso dizer apenas que eu espera mais.
Não quero dizer que o filme não é bom, o filme é bom, tem bastante ação, mostrou muitas partes importantes da história, porém se alguém assistir ao filme e não ler o livro (o que não é o meu caso) a história fica um pouco confusa (eu acho), algumas situações, que são muito bem explicadas no livro, no filme são bem assim, no filme não explica e simplesmente os personagens aparecem naquele local.


Por exemplo, quando a Clary precisa que os Irmãos do silêncio ajudem ela a desbloquear a mente, não tem essa explicação no filme, Clary vai com Jace até a Cidade dos Ossos, e eles (Irmãos do silêncio) simplesmente aparecem e começam com o “feitiço”. (Este foi apenas um exemplo, pode não ser o melhor).
 
Não gostei da mudança que ocorreu na cena onde eles estão na casa/ festa do Magnus Bane. No livro o Simon vira um rato após beber um poção por vontade própria, quando está com ciúmes da Clair ter saído para falar com o Bane sem ele estar junto. No filme, colocam algo em sua bebida ele não percebe, bebe, apaga e é carregado pelos Vampiros (que estão conscientes de estarem levando um humano embora).



 
Algumas mudanças foram, na minha opinião, positivas.
Mas a falta de informações, acho que foi o que pesou.
Tudo bem, o livro é SEMPRE, ou na maioria das vezes, melhor do que o filme, o livro SEMPRE vai detalhar mais, tem mais “espaço/ tempo” para isso, mas mesmo assim ainda acho que poderia ser melhor.
 
 
 
Teve alguns certos “spoolers”, em relação a continuidade da história, sobre o 2º volume da série Instrumentos Mortais – Cidades das Cinzas. Isso foi bom e foi ruim, pois uma das cenas eu não fazia nem ideia, já uma outra eu havia terminado o livro tendo praticamente certeza que aquilo não poderia ser real.

Os personagens eu também tinha uma ideia diferente, o mais parecido com o que eu havia imaginado foram Alec e Luke. O Bane também passa, mas os demais não parecem nenhum um pouco com quem eu tinha em mente. Engraçado isso.
 
Eu acho válido para todos que leram o livro, assistirem ao filme, nada melhor do que ver seu personagem ganhando vida. Mas para quem não leu o livro, acho que algumas coisas podem ficar um pouco confusas.

Já assistiram o filme?
Depois ou antes do livro?
Comente...

03 setembro, 2013

Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 1 - Cassandra Clare

Título: Cidade dos Ossos - Os Instrumentos Mortais - Vol. 1
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 462

Clary conhece Jace de uma forma muito inusitada, presencia um assassinato em uma boate e acha tudo aquilo muito estranho, pois somente ela conseguiu ver aquele feito.

Depois deste acontecimento ela acaba descobrindo que não é mundana (seres humanos normais, sem nenhum poder) e sim uma caçadora de sombras.

Com esta descoberta as situações só vão piorando, Jocelyn, a mãe de Clary some, provavelmente raptada.

Começam a aparecer demônios em aparências distintas atrás de Clary, ela conhece um mundo novo, o instituto, onde os caçadores das sombras são abrigados, são como ela, porém já sabem seus “deveres” desde que nasceram.

 
Clary além de ter a mãe, tem mais duas pessoas com quem sempre pôde contar Luke, amigo de sua mãe e Simon seu melhor amigo.
Apesar de achar tudo muito estranho, Simon decide ajudar Clary com todas essas novidades, e descobrir tudo que puder e ajudar a encontrar Jocelyn.

 
Uma história muito empolgante, cheia de ação, aventura e desafios.
Um mistério, que ao chegar no final da história, nos deixa com gostinho de quero mais.
Não imaginei que iria gostar tanto da história, li mais na empolgação de ver o filme rs

Me lembrou muito das histórias vividas em Hogwarts, em Harry Potter. E eu como muito fã de Harry, gostei muito de acompanhar um livro de aventura e cheio de magia novamente.

Estou com muita vontade de ler as sequencias pra ontem!
 
 
Já leram os livros, comentem...

02 setembro, 2013

Caixa de Correio #2

Olá!
Hoje temos a nossa caixa de correio #2 no ar.
Espero que vocês gostem, inscrevam-se em nosso canal YouTube.
E claro, não deixem de comentar ;)


Livros da Caixa do Correio #2
 
1. Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson - Editora Novo Conceito
2. Bem Mais Perto - Susane Colasanti - Editora Novo Conceito
3. Feita de Fumaça e Osso - Laini Taylor - Editora Intrínseca
4. Esposa 22 - Melanie Gideon - Editora Intrínseca
5. O Lado Bom da Vida = Matthew Quick - Editora Intrínseca